sábado, dezembro 24, 2011

NATAL NA PERIFERIA: o verdadeiro natal!!!

Mais uma vez celebrando o natal, observo como o povo em geral se prepara para esse momento. O que mais me chama a atenção são as luzes que brilham intensamente nas casas, nos comércios, nas ruas, avenidas e praças das cidades grandes e pequenas.

Que bom que o uso de luzes é constante na preparação da chegada da LUZ MAIOR, a LUZ DA VIDA, Jesus Cristo! Ao mesmo tempo me questiono se tantas luzes com tantas cores não confundiriam até mesmo os magos que foram de todas as partes do mundo para render homenagem ao REI DOS REIS, guiados por uma única luz, a estrela guia!

Não os uso, mas também não condeno os tantos adornos que são usados como natalinos, mas confesso que me preocupo com o sentido que se dá a tantos enfeites. Tenho medo que estes ofusquem o sentido verdadeiro do natal e impeçam que brilhe no coração de todos, a LUZ VERDADEIRA: JESUS CRISTO!

Tenho medo que políticos e empresários oportunistas tornem seus palanques, lojas, shoppings e praças mais atraentes que a humilde mangedoura da periferia de Belém; até porque os adornos estão sempre nas regiões centrais das cidades, distantes das periferias... e foi na periferia onde aconteceu de fato o NATAL!!!

Para continuar e concluir minha reflexão, tomo emprestada a sabedoria de Pe. Zezinho com a música “NATAL NA PERIFERIA”:


 Por: Francisco C. F. Rodrigues, Apodi-RN, 24/12/2011.

domingo, dezembro 04, 2011

DOUTOR, ETERNAMENTE DENTRO DE NOSSOS CORAÇÕES

Uma das piores notícias que um corinthiano poderia receber às vésperas da possível conquista de mais um campeonato brasileiro: o falecimento do maior ídolo de todos os tempos da segunda maior torcida do Brasil, SÓCRATES, o doutor da bola.

Sendo o futebol o esporte predileto dos brasileiros, sendo inclusive um dos principais elementos da identidade nacional, é normal que os cidadãos brasileiros tenham jogadores como ídolos, como referências para suas vidas, embora nem todos os jogadores conseguem traduzir a habilidade em campo na seriedade do caráter fora das quatro linhas.

Sem dúvidas um dos que conseguiu ser craque no campo e fora foi o DOUTOR DA BOLA, SÓCRATES! Um homem, um cidadão, um exemplo de seriedade e de caráter. Não o vi jogar, mas mesmo assim o tenho como ídolo maior no mundo do futebol. Filho de uma geração inesquecível de jogadores, também lutou pela redemocratização do país, conseguindo levar o sonho da democracia para o âmbito do futebol, sendo assim uma referência em questões políticas. Penso que a palavra que melhor o define é simplesmente GÊNIO!!!

Adeus Doutor, o Brasil perde um de seus grandes cidadãos! O exemplo fica!

Francisco C. F. Rodrigues, Roma, 04/12/2011.